11 MOTIVOS PARA AVALIAR MÁQUINAS E SEUS EQUIPAMENTOS CONFORME A ABNT 14653 PARTE 5

11 MOTIVOS PARA AVALIAR MÁQUINAS E SEUS EQUIPAMENTOS CONFORME A ABNT 14653 PARTE 5

A avaliação de máquinas e equipamentos não é uma tarefa simples, mas é fundamental para uma organização. Isso porque, maquinários e equipamentos raramente são aproveitados ao máximo pela empresa. Ociosidade, depreciação e mau uso são alguns dos fatores que resultam em perdas financeiras.

Além disso, existem diversas outras razões para realizar avaliação de bens.

Nesse post, vamos apresentar 11 motivos pelos quais você deve fazer a avaliação dos seus equipamentos e como ela deve ser feita. Boa leitura!

A avaliação de bens móveis como equipamentos, máquinas, veículos, embarcações, aeronaves, móveis e utensílios, equipamentos de informática, moldes e matrizes. Seu objetivo é fornecer o valor de mercado, ou o valor justo, ou ainda o valor líquido de venda, conforme a finalidade que origina a avaliação.

Tal avaliação pode ser feita para fins contábeis, avaliação do ativo imobilizado, para fins de seguros, de garantias ou e de operações comerciais.

Especificadamente, em relação à máquinas e equipamentos, instalações e bens industriais em geral, são diversas as razões que levam uma empresa a avaliá-los. Destacamos as 11 principais:

 

1 – Atender às exigências da lei (fiscal e contábil)

As diretrizes do Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC, ao cumprimento da lei federal nº 11.941, de 2009, o e da ABNT – NBR 14.653-5:2006, Avaliação de bens – Parte 5: Máquinas, equipamentos, instalações e bens industriais em geral.

 

2 – Garantir uma gestão patrimonial eficiente

Com a avaliação em mãos, a empresa terá maior facilidade em controlar suas máquinas e equipamentos, por meio da criação de normas de utilização e conscientização dos trabalhadores, por exemplo.

Assim, através do cuidado com os equipamentos/maquinários/mobiliário/utensílios, é possível aumentar o retorno sobre eles e maximizar seu tempo útil.

 

3 – Evitar furtos

Em casos de pouco controle ou gestão patrimonial ineficiente, é muito comum o desvio de recursos e furtos eventuais. Em contrapartida, nas empresas que têm um controle rígido, essas situações são menos comuns.

 

4 – Evitar desperdício

Toda empresa busca reduzir custos e minimizar desperdícios é um importante passo para atingir esse objetivo. Conhecer e gerir seu patrimônio evita gastos desnecessários, além de otimizar os processos de compra e venda de bens por parte da empresa, com base no valor de mercado real.

 

5 – Viabilizar a captação de recursos e renegociação de dívidas

Realizando a gestão patrimonial, a empresa transmite ao mercado mais organização e profissionalismo, o que pode gerar bons investimentos, fortalecer a sua imagem perante às instituições financeiras e, consequentemente, melhorar suas potenciais garantias.

Se avaliado de forma adequada, o patrimônio da empresa pode ser usado como garantia na tomada de recursos, como empréstimos e financiamentos.

 

6 – Dar suporte à Fusões, Cisões, Aquisições e Transações Comerciais

É obrigatório em uma eventual negociação, possuir a avaliação desses bens. Muitas delas exigem a determinação do valor de mercado de máquinas e equipamentos para que possam ser concluídas.

A avaliação também é importante para compor o Valuation da empresa – pré-requisito para operações citadas anteriormente.

Dica! Faça o curso AVALIAÇÃO DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, INSTALAÇÕES E BENS INDUSTRIAIS EM GERAL – ABNT 14.653-5 T2, clique aqui.

 

7 – Sustentar a tomada de decisões

A gestão patrimonial é uma fonte valiosa de informações sobre a realidade do patrimônio da empresa.

Com o conhecimento e a avaliação de seus bens, torna-se mais fácil para a empresa tomar decisões estratégicas e gerenciais, como: “É preciso comprar mais uma máquina? “; “Em quanto tempo? “; “Os equipamentos que tenho na empresa estão abaixo ou acima do necessário para maximizar a minha rentabilidade? ”, entre outras.

 

8 – Para fins de seguro

Empresas que não têm o controle sobre suas máquinas e equipamentos podem estar perdendo dinheiro.

Muitas vezes, empresas acabam pagando prêmios de seguro mais elevados, referentes ao valor do patrimônio de quando foi feito a compra do ativo fixo e não do seu valor atual, já descontando a depreciação.

Assim, a avaliação de máquinas e equipamentos garante segurança na contratação de seguros, que serão calculados com base em valores reais e confiáveis.

Dica! Para saber mais, leia nosso artigo: Avaliação de Máquinas e Equipamentos para fins de seguro

 

9 – Para conseguir certificados de qualidade e atendimento às fiscalizações e auditorias

A maioria dos certificados de qualidade exigem a gestão patrimonial sobre seus bens. A ISO-9000, por exemplo, exige um controle atualizado e correto.

Além disso, a empresa deve estar sempre preparada para eventuais fiscalizações e auditorias. Por isso, precisa que a avaliação de suas máquinas e equipamentos esteja em dia.

 

10 – Melhorar o planejamento tributário

A avaliação patrimonial permite um melhor planejamento tributário, evitando que a empresa pague além do necessário ou que ocorram sonegações e futuros problemas para a empresa, como casos de omissão de renda.

 

11 – Segurança e Manutenção dos equipamentos

Ao fazer a avaliação a empresa toma conhecimento da real situação dos seus principais ativos.

 

Fonte: https://investorcp.com/gestao-ativo-imobilizado/motivos-para-avaliar-maquinas-e-equipamentos/

Publicado originalmente em 02/05/2019



WhatsApp chat