Benefícios do Lean Construction para os negócios do setor de Construção Civil

Você já ouviu falar em Lean Construction? Esse método de gerenciamento de projetos para construção civil, conhecido também como construção enxuta, pode aumentar a produtividade, reduzir custos, evitar atrasos e, consequentemente, aumentar o nível de satisfação dos clientes.

A metodologia é parte do Lean Thinking, ou pensamento enxuto, desenvolvido pela Toyota, no qual as atividades são baseadas por fluxo de atuação e critérios de valor.

Se você quer saber como o Lean Construction pode ajudá-lo a melhorar a gestão de um canteiro de obras, continue a leitura.

COMO FUNCIONA, NA PRÁTICA, O LEAN CONSTRUCTION?

A principal diferença entre o sistema tradicional e o de construção enxuta está na maneira como os processos produtivos são abordados.

O pensamento enxuto busca otimizar os processos, reduzindo ou eliminando as etapas que não agregam valor ao cliente e não são necessárias, como retrabalho, tempo de espera e fluxo de materiais.

Percebe-se, portanto, que o conceito de Lean Construction está diretamente ligado à satisfação do cliente. Por isso, para considerar uma atividade como agregadora de valor, é necessário cumprir alguns requisitos.

  • O cliente deve estar disposto a pagar pela atividade;
  • A atividade deve transformar de alguma forma o produto ou serviço;
  • A atividade deve ser feita corretamente desde a primeira vez.

BENEFÍCIOS

Ao aplicar os princípios do Lean, alguns benefícios podem ser identificados. São eles:

  • Otimização dos processos por meio da redução de atividades desnecessárias e da padronização das etapas, tornando o canteiro de obras mais produtivo.
  • Maior satisfação dos clientes e maior valor agregado às entregas pois, com a metodologia, passa-se a dar mais ouvido as necessidades dos clientes e mercados, produzindo o mais próximo do que eles buscam.
  • Processos mais rápidos e redução de tempo de ciclo.
  • Identificação de riscos e falhas com antecedência, possibilitando uma ação rápida.
  • Redução de desperdício de materiais.

Texto adaptado do post publicado no blog do SEBRAE em 22 de novembro de 2018.

Fonte: blog SEBRAE