Dicas: Como descobrir minha vocação profissional?

Dicas: Como descobrir minha vocação profissional?

A decisão da escolha profissional é, sem dúvidas, uma das mais difíceis da vida. Talvez por frequentemente ocorrer numa idade na qual ainda não desenvolvemos nossa maturidade por completo, e também não termos experiência de vida suficiente para pautar nossas decisões. No entanto, há uma maneira mais fácil de acertar a escolha. Veja abaixo algumas dicas que podem ajudar no processo:

1. Exercite o autoconhecimento

Para descobrir uma carreira que irá te realizar, é preciso ter completa noção do que você gosta. Com base no que você gosta de fazer, descubra suas paixões, coisas que te incentivem. Às vezes os sinais não são tão óbvios, mas se você gosta de jogar videogame, uma área computacional ou de design pode ter a ver com o seu perfil. Leia sobre as áreas que tenham uma ligação, mesmo que indireta, com o que você gosta de fazer, conhecendo cada uma fica mais fácil eleger uma para si.

Por isso, procure considerar algo que eu sempre digo aos profissionais que atendo: faça do seu trabalho uma diversão, e você nunca irá chamá-lo de trabalho – nem irá reclamar por ter de fazer horas extras.

2. Tenha atitude

Não espere que sua vocação vá até você. Além de ler sobre as áreas ligadas ao que você gosta de fazer, faça testes vocacionais, cursos de orientação profissional, converse com profissionais da sua área de interesse, visite empresas, conheça a rotina e a trajetória típica daquela profissão (até que nível você pode chegar e ganhando quanto). Somente desta maneira você poderá entender e vivenciar a experiência profissional de fato.

3. Faça planos e estabeleça metas

Descobrir a sua vocação é apenas o primeiro passo. Após isso você precisará compreendê-la para depois adaptá-la ao mercado de trabalho. Estabeleça prazos para concluir pesquisas e tirar conclusões, elimine opções por ordem de importância e faça planos de conhecer empresas e profissionais, ler pesquisas, notícias, livros e revistas especializados em suas áreas de interesse. Mantenha-se informado, sempre.

4. Não se limite à teoria

Ter conhecimento teórico da área a ser seguida ajuda muito, contribui para a construção de uma boa noção de mercado. No entanto, não se atenha somente a isso, pois conhecer todos os âmbitos da área evita possíveis frustrações futuras, afinal a teoria frequentemente se difere – e muito – da realidade. Ser médico ou jornalista, por exemplo, não se resume a uma rotina básica de segunda a sexta. Ambos, geralmente, fazem plantões extensos em feriados e finais de semana. Conhecer a realidade das profissões é fundamental. Fique atento, pois muitas delas se mostram diferentes do que geralmente se imagina.

5. Mantenha os pés no chão

Seja realista. Às vezes uma carreira de paraquedista pode ser incrível, mas pergunte a si mesmo se é viável. Pergunte-se se é o momento certo para escolher determinada área, se há possibilidades na sua vida para seguir aquele caminho profissional por décadas. Baseie suas escolhas em fatos, em sua situação financeira atual, em suas capacidades e também no momento do mercado de trabalho. Além disso, leve em consideração como você se imagina daqui a trinta anos (pessoal e profissionalmente).

Escolher a própria carreira continua sendo uma missão árdua, mas, dedicando tempo e lidando com seriedade com o fato, é possível fazer uma escolha acertada. Essas dicas podem ajudar, e um bom planejamento proporciona uma escolha embasada, que diminui as chances de erro. Boa sorte!

Fonte:

  • http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/talento-em-pauta/como-descobrir-minha-vocacao/


WhatsApp chat